Blog

Evolução dos recordes masculino na prova maratona: Jogos Olímpicos

Os autores Alexei Nikolaevich Korolikof, Gennady Nikolaevich Guermanof e Svetlana Dilemas Buravova da Universidade Instituto Pedagógico de Cultura Física de Moscou, analisaram a dinâmica dos recordes da maratona masculina nos Jogos Olímpicos a partir do ano de 1896 até o ano de 2016 e elaboraram um prognóstico do modelo dos recordes masculino na maratona,  especificamente nos Jogos Olímpicos,  através de métodos matemáticos- estáticos, onde identificaram  quando  um homem irá correr uma maratona  com o tempo de 2:00:00 ou abaixo. результат = resultado ;     год = ano De acordo com o artigo, e seus dados matemáticos-estáticos, exponenciais logáritimos, pode-se considerar que…

Estratégias de corrida

A estratégia de corrida tem sido apontada como um dos  fatores decisivos para o sucesso do atleta. Durante corridas de média e longa duração, a melhor estratégia será aquela capaz de poupar as “reservas fisiológicas”, permitindo ao atleta terminar a prova no menor tempo possível. O controle da estratégia de corrida parece ser influenciado por fatores fisiológicos e psicológicos, que são ajustados constantemente durante a corrida, permitindo ao atleta determinar a intensidade do esforço. Diversas variáveis fisiológicas têm sido relacionadas aos ajustes da estratégia de corrida, no entanto, os resultados observados são controversos e foco de grandes discussões (Carmo, E.…

Parte da preparação física de jiu-jitsu do atleta Pablo Araújo

A aquisição da forma desportiva depende de componentes da preparação do atleta, tais como: Físicos, Psíquicos , Técnicos, Táticos . (Matveev, 1967). A estruturação do planejamento das capacidades biomotoras do atleta é um dos componentes em busca da aquisição da forma desportiva, onde todos componentes devem ser trabalhados de forma integrada. Abaixo, contém a estrutura de um microciclo pré-competitivo do atleta de jiu-jítsu Pablo Araujo!! \r\n\r\n

Aumenta o numéro de provas de corrida de rua no Brasil

Os gráficos abaixo mostram o aumento da realização de provas de Corrida de Rua no Brasil no Estado de São Paulo, onde no ano de 2016 foram realizadas 424  provas de corrida de rua e número de participantes no total 906 mil e 930 pessoas (Federação Paulista de Atletismo, 2018). A Corrida de Rua no Brasil , se transformou em um fenômeno sócio-esportivo contemporâneo onde o treinador deve estar capacitado para proporcionar aos seus atletas-corredores, níveis ótimos psicológicos, físicos de saúde , respeitando a individualidade biológica.